04 abril, 2008

O novo ciclo da AAA


É verdade, aproxima-se mais um ciclo na vida da Associação dos Amigos de Albufeira, não quero nem devo tentar escrever sobre as causas da desistência daqueles que por motivos muito pessoais desistiram de continuar o seu muito e valioso trabalho.
-
Entrei nesta Associação á procura de um espaço onde tranquilamente pudesse criar amigos e passar uma parte do meu tempo, acho que o consegui, troquei ideias, fiz algumas sugestões, umas aceites outras não, achei que nada mais poderia fazer.
Achei que poderia fazer alguma coisa que ajudasse a Associação a ser conhecida no exterior, modesta à parte acho que o consegui, talvez nem sempre da melhor maneira, mas só não erra quem não arrisca, também tive que vencer barreiras. Criei dois blogs, um da da Associação, outro da UATI, investi os meus conhecimentos, nada pedi em troca.
-
Não foi fácil, vozes que irão fazer parte da nova Direcção, não se coibiram de mostrar o seu receio. Mas a verdade é que com alguma tenacidade os resultados estão á vista de todos, o blog da Associação conta com visitas a rondar um número significativo de 4.100 visitantes e o blog da UATI conta já com um número de 6.333 visitas.
-
Para a maioria dos sócios, são números que não significam nada, para mim dizem alguma coisa, muito mais poderia ter feito, mas as estruturas não estavam ainda preparadas, para tal evolução.
-
Não concordo com o modo como esta mudança se vai efectuar, é um direito meu, ao contrario de muitos que no sofá criticam, tentei que as coisas não fossem assim, não tive êxito.
-
Sempre achei por principio, que quem se dedica a uma Associação tipo da nossa, deve dar sempre o seu maior esforço em todo o sentido da palavra, e nunca recolher quaisquer beneficio da função, seja ela Aluno, Professor ou Dirigente.
-
Mas esta conversa não era sobre mim, quero aqui publicamente reconhecer o trabalho que o Presidente da Associação e do seu Tesoureiro tiveram neste período de mandato, contra tudo e todos, sozinhos na maioria do tempo, levaram o barco a bom porto, criaram alguns anticorpos, mas quem não cria quando se é rigoroso e honesto.
-
Nem sempre terão tomado as melhores decisões, mas justiça seja feita trabalharam na maioria das vezes sozinhos, e sem o apoio daqueles que agora orgulhosamente irão fazer parte do novo ciclo, para eles o meu profundo agradecimento, o futuro lhes fará justiça, e aos que mais uma vez irão ser donos do nada, verão com os seus próprios olhos, o que acabo de exprimir, a justiça dos amigos é por vezes deveras injusta, a verdadeira Amizade talvez ainda esteja no limiar das portas da Associação dos Amigos de Albufeira.
-
Aqui fica a minha despedida, na esperança que outros, com novas ideias possam fazer melhor, à nova Direcção, só desejo os maiores êxitos possíveis.


Alberto David

01 abril, 2008

Apenas......o que eu penso

Não sou uma visitante assídua do Blog da AAA, mas, de vez em quando, gosto de por lá passar, ler um ou outro comentário, ver as fotos e os vídeos, enfim, o que me despertar a curiosidade nesse momento. Fi-lo ontem, aproveitando o link para entrar na UATI e espreitei o que por lá havia.
Felizmente e graças ao engenho e arte dos vários alunos, há sempre algo para todos os gostos e que, de alguma maneira, contribui para ficarmos mais ricos em conhecimentos, quando fazemos o logout.
Ao ler alguns dos comentários, perguntei a mim própria se não deveria também fazer um, que reparei nunca ter sido feito, pelo menos desde que eu visito o Blog. Assim, aqui vai:
Dentro de poucos dias os sócios são chamados a dar o seu voto para uma nova Direcção na AAA.
De dois em dois anos uns quantos elementos têm a coragem de se oferecer como voluntários para tentar continuar um trabalho, que se tem vindo a desenvolver desde o 1º dia de existência desta Associação de Amigos. Sobre o trabalho destas pessoas, tenho lido acusações, críticas e muitas palavras de expectativa e desejos para os próximos que ocuparem o lugar.
Eu, sentada no meu sofá, diante do meu computador, não me sinto no direito de julgar ou criticar ninguém. Sinto, sim, o dever de agradecer a todos os que já fizeram parte das Direcções desta Associação, pela vontade que tiveram de tentar manter acesa a chama que une estes Amigos, não apenas de Albufeira.
Obrigada pelas muitas horas (que poderiam ter livres para fazer outras coisas) que dedicaram a essa função. Obrigada pela coragem de arriscar a fazer algo, mesmo sabendo que, mais dia, menos dia, seriam julgados por outros, como eu, sentados comodamente nos seus sofás. Vocês, que foram e são realmente donos do nada, pois voluntariado é isso mesmo, é dar o que se tem sem esperar recompensa ou gratidão, estão de parabéns pela coragem, pela vontade de tentar fazer algo. Muito obrigada às Direcções passadas, presentes e futuras, por oferecerem o vosso tempo, o vosso trabalho, a vossa vontade e a vossa paciência e não apenas as vossas palavras, a esta Associação. Obrigada também a todos os professores da UATI e aos alunos que têm colaborado voluntariamente para a enriquecer. Boa sorte e bom trabalho para a nova equipa de corajosos.
Deixo aqui também o desejo de que, visto para estas eleições haver a candidatura apenas de uma lista, daqui a dois anos haja mais gente de acção e menos conversa, que não tenha medo de se arriscar a ser julgado.

Cristina Pascoal

23 março, 2008

Páscoa Feliz para todos os Associados



A Direcção da Associação dos Amigos de Albufeira deseja a todos os seus associados, uma Páscoa Feliz na companhia dos seus Familiares.

18 março, 2008

14 março, 2008

VISITA DE ESTUDO AOS AÇORES

VISITA DE ESTUDO AOS AÇORES

-

A Associação dos Amigos de Albufeira comunica a todos os seus associados que , no âmbito das suas actividades de carácter cultural e de lazer, vai levar a efeito, nos próximos dias 2 a 6 de Junho de 2008, em colaboração com a agência de viagens CVT – Congressos, Viagens e Turismo, uma visita de estudo aos AÇORES (Ilhas de São Miguel, Faial e Pico).
Esta visita de estudo é feita a pedido de vários associados e tem a seguinte programação:
-
1º DIA – (02 de Junho) ALBUFEIRA/LISBOA/ FAIAL
Chegada prevista ao Faial às 09h40. Início da excursão de meio-dia à ilha do Faial. Partida em direcção à cratera da Caldeira, desfrutando de uma linda vista do Vale dos Flamengos. Almoço em restaurante local. Transporte para o Hotel do Canal ****, ChecK-in e tarde livre. Jantar e alojamento no Hotel.
-
2º DIA – (03 de Junho) FAIAL/PICO/FAIAL
Após o pequeno almoço, excursão de dia completo à ilha do Pico, com almoço incluído. Partida da Horta de barco para o Pico. Início da visita pelo lado Norte, paragem no Cachorro e São Roque. Continuação até às Lages, para visita ao Museu dos Baleeiros. Almoço em restaurante local. Visita à Igreja de Santa Maria Madalena e ao Museu do Vinho e regresso à Ilha do Faial. Jantar e alojamento no hotel.
-
3º DIA – (04 de Junho) FAIAL/SÃO MIGUEL
Após o pequeno almoço, visita à cidade da Horta a pé, com passagem pelos principais locais da cidade. Almoço em restaurante local. Viagem até ao vulcão dos Capelinhos. O passeio termina no aeroporto da Horta. Formalidades de embarque e partida para São Miguel. Jantar e alojamento no Hotel Ponta Delgada***.
-
4º DIA – (05 de Junho) SÃO MIGUEL (Lagoa das Sete Cidades)
Após o pequeno almoço, visita panorâmica à cidade de Ponta Delgada. Partida em direcção à Vista do Rei, onde se podem admirar as Lagoas das Sete Cidades. Descida ao Vale das Sete Cidades com tempo pra um passeio. Continuação do passeio pela Costa Norte, com passagem por Mosteiros e pela Bretanha, com paragem para almoço no restaurante típico “Cavalo Branco”. Regresso pelas Capelas, com visita à plantação de ananases. Jantar e alojamento no Hotel.
-
5º DIA – (06 de Junho) SÃO MIGUEL (Furnas e Lagoas do Fogo) /LISBOA/ALBUFEIRA)
Após o pequeno almoço, excursão de dia completo às Furnas e Lago do Fogo, com almoço incluído. M hora a combinar, partida de Ponta Delgada pela Costa Sul, com passagem por Lagoa e Água de Pau. Paragem no Miradouro da Caloura. Continuação do passeio até Vila Franca do Campo, para visita à Igreja de São Miguel. Chegada às Furnas e visita da Lagoa e Caldeiras, onde teremos o almoço do tradicional “Cozido”, em restaurante local. Após o almoço, visita ao Jardim Botânico do Hotel Terra Nostra. Regresso a Ponta Delgada, com passagem pela plantação de chá, Miradouro de Santa Iria, Ribeira Grande e Lagoa do Fogo. Saída para o aeroporto, formalidades de embarque e partida para Lisboa, com chegada prevista para as 00H30. Desembarque e transporte em autocarro de turismo para Albufeira.(Fim da Visita de Estudo).
-
O preço estabelecido, em regime de tudo incluído, é de 846,00 euros por pessoa, em quarto duplo, e de 977,00 € em single, para um grupo de 50 pessoas.
-
Tendo em conta as dificuldades de alojamento nas Ilhas Açoreanas, as inscrições deverão ser formalizadas até ao dia 1 de Abril, impreterivelmente, mediante o pagamento de 25% do preço fixado. O valor restante deverá ser liquidado quinze dias antes da data fixada para a viagem.
-
Para obtenção de quaisquer outros esclarecimentos os interessados poderão contactar a Associação dos Amigos de Albufeira através do telefone nº 289586813 e pelo telemóvel nº 961069556.
-

FIM

ASSEMBLEIA GERAL

C O N V O C A T Ó R I A
-
ELEIÇÃO DOS ÓRGÃOS SOCIAIS PARA O BIÉNIO 2008/2009
-

Nos termos do Artº 5º, parágrafo 2º, dos Estatutos, convoco a Assembleia Geral da Associação dos Amigos de Albufeira, para o dia 04 de ABRIL de 2008 (Sexta-Feira), pelas 17,30 h., na nossa Sede Social, sita na Rua dos Bombeiros Voluntários, em Albufeira, com a seguinte Ordem de Trabalhos:
1º.- Eleição dos Órgãos Sociais para o biénio 2008/2009. (As listas deverão ser apresentadas ao Presidente da Assembleia Geral até às 17 horas do dia 28 de Março de 2008).

2º.- Caso não seja apresentada qualquer lista, nomear uma Comissão de Gestão.

Se à hora fixada não estiverem presentes a maioria dos Associados, a Assembleia Geral funcionará, meia hora mais tarde, com qualquer número, em conformidade com o estipulado no Artº.25º dos Estatutos.

Albufeira, 07 de Março de 2008.

O Presidente da Mesa da
Assembleia Geral,


(José Manuel Serôdio Bernardo)

AS NOVAS SETE MARAVILHAS DO MUNDO

No verão de 2007, Lisboa serviu de palco internacional à eleição, com pompa e circunstância, das novas “Sete Maravilhas do Mundo” – evento que teve repercussão à escala do planeta, não obstante a Unesco se ter mantido à margem do certame.
Apesar de ainda estarem bem frescos na memória de toda a gente os nomes dessas extraordinárias criações do engenho humano, não resistimos a enumerá-las aqui e agora, em breve síntese.
Eis, pois, as sete maravilhas dos tempos modernos que mereceram o aplauso e o consenso de muitas pessoas por esse mundo fora:
1. A Grande Muralha da China – Tem cerca de 6.000 quilómetros de exten-são e foi iniciada no ano de 300 a.C. para impedir as invasões dos hunos e de outras tribos do norte da China; até ao ano de 214 a. C., foram construídos vários troços distantes uns dos outros e, partir desta data, foram eles reparados, unidos e ampliados num único sistema; durante a dinastia Ming (1368/1644), a muralha sofreu uma grande restauração; embora não oficialmente, a Grande Muralha da China já há muito que vinha sendo considerada como uma das Maravilhas do Mundo.
2. A cidade de Petra – Visitada recentemente pelo Presidente da República Cavaco Silva, está situada em pleno deserto jordano, numa posição geográfica privilegiada, já que, localizando-se a meio caminho do Mar Morto e o Golfo de Aqaba, controlava duas grandes rotas de comércio: uma que ia da Arábia e do Golfo Pérsico até ao Mediterrâneo e outra que ligava o Mar Vermelho à Síria. Foi, aliás, ao intenso tráfego de caravanas que por ali passava que Petra – fundada pelos caravaneiros nabateus – ficou a dever a sua existência, expansão e prosperidade. A sua grandeza e florescimento estão bem patentes nos inúmeros monu-mentos talhados na rocha, com arte e beleza inexcedíveis. O seu declínio começou com a anexação ao Império Romano, no tempo de Trajano, e culminou com a conquista árabe. Votada ao abandono, esteve séculos e séculos esquecida e até ignorada pelo mundo ocidental.
3.O Monumento a Cristo Redentor – Ergue-se no pico do Corcovado, a 700 metros de altitude, e foi solenemente inaugurado no ano de 1931. A está-tua de Cristo Redentor, de braços abertos, tem 35 metros de altura. O local, que domina todo o panorama da Baía de Guanabara, é uma das maiores atracções turísticas do Rio de Janeiro.
4.Machu-Pichu – É o que resta de uma cidade inca, alcandorada no cimo de um penhasco dos Andes peruanos, a mais de 300 metros de altitude.
Esta situação geográfica ímpar contribuiu decisivamente para que, séculos depois de abandonada, ninguém mais soubesse da sua existência. Tanto assim que passou totalmente despercebida aos conquistadores e colonizadores espanhóis e só veio a ser descoberta em 1911 pelo Prof. Hiram Bingham. O conjunto arqueológico de Machu-Pichu é constituído por construções de pedra aparelhada, tais como habitações, santuários, templos, extensas escadarias e um complicado sistema de esgotos.
5.Zona Arqueológica de Chichen Itza – Situa-se na Península do Yucatan, no México. O seu monumento mais conhecido e emblemático é o Tem-plo de Kukulcan. Como este tem a forma de pirâmide maia, os conquistadores espanhóis baptizaram-no de El Castillo. O sítio arqueológico em que se insere caracteriza-se pela beleza natural envolvente e pela boa conservação em que se encontram os monumentos. Como o autor já visitou esta maravilha mundial, a ela se referirá mais desenvolvidamente na crónica que, sob a rubrica IMPRESSÕES DE VIAGEM, lhe dedi cará.
6.O Coliseu de Roma – Esta obra monumental, conhecida inicialmente por Anfiteatro Flaviano, em homenagem ao seu construtor, o Imperador Tito Flávio Vespasiano, foi inaugurada no ano 80 da nossa era. A partir daí, o “Coliseu passou a simbolizar o poder e o esplendor da Roma impe-rial”, como disse alguém. A ele nos referiremos com mais pormenores, dado que já tivemos o privilégio de o visitar e admirar por duas vezes.
7. O Taj-Mahal, em Agra – Índia – Esta obra-prima da arquitectura indo Islâmica é um verdadeiro hino de amor cristalizado em mármore branco e rosa, esmaltado de pedras preciosas. Na verdade, é o grandioso mausoléu que o imperador Shah Jahan mandou erigir, junto ao rio Jamna, em memória da sua esposa favorita, Munitaz Mahal. No seu interior, abundam os mosaicos de cornalina, de jaspe e de lápis-lazúli, os arabescos e as inscrições com textos do Alcorão. O monumento – que é rematado por um enorme zimbório de mármore branco – demorou 22 anos a construir, de 1632 a 1654.

Por fim, uma palavra de apreço para com os monumentos que, embora seleccionados, não lograram ser eleitos. São eles, entre outros: Stonehenge, no Reino Unido, Angkor, no Camboja, Torre Eiffel, em Paris, Estátua da Liberdade, em Nova York, Ópera de Sidney, Basílica de São Basílio, em Moscovo, Basílica de Santa Sofia, em Istambul, Estátuas Gigantescas da Ilha da Páscoa, Parténon, de Atenas, etc., etc. . Qualquer deles podia, pela sua beleza, grandiosidade e engenho, ter sido eleito também.

Leopoldo Santos – Estudante da UATI - Albufeira

23 fevereiro, 2008

RISIOTERAPIA


Crida filha
-


Cá arrecebi a tu missiva que munta alegria me deu e pessete desculpa de nã arresponder má cede más come é do té conhecimente é cá tenhe sempre que esperar ca filha do vizinho Embrózio venha ver o pai pra lhe pedir quela me escreva. Iste da gente nã saber uma letra tem más que se lhe diga, é come diz o ditade: “Quem se serve com p….alheia nã se serve á ora que quer”. Tamem agardece a mezinha que me mandaste prás minhas cruzes,más graças a Dês já me passarem as DORES sem ser precise tumar remédios da butica, e por tal sinal com uma coisa munte simples, aí vai podes tu pressizar algum dia: Apanhas umas contas arrelapas que dêchas ao serene dum dia pró outre. Depois passas-las pelo almefarisme, arranjas uma zargatôa com penas de galinha e bezuntas as dores com essa papa e tapas com um papel de mata berrão quente.É um dezimagina, as dores vão-se. Olha filha na tenhas pena de na teres ide prá óniversidade, quiste ca gente ve hoje é cada vez más dótoures burres. É só estudarem, estudarem e cada vez iste tá tude pior. Nã vames más longe,vé lá tu o caconteceu com o ére, o dinhere nouve. O ca gente comprava dantes com a reformazinha e cagora nã se pode comprar. Tude perque uns certes senhores dótoures acharam quera melhor mudar o dinhere ca gente tinha do tempe dos nosses avózes e bizavózes. A nossa vizinha Quetéria mandate arrecumendações. Ela coitada tamem tem passado munte com a precaria do quebrante e dos pechõcos que le nasceram salve seja o lugar nas náldegas. Agora tem ide lá a casa a Mari Bernarda binzer e já vai melhorzinha. É cá este domingue passade na fui à missa perque o senhor prior quer `à força ca gente dê dinhere para arranjar o altar. Quer pôr estrelas novas no céu e quer fazer um menine nouve ao cole da nossa senhora. .Se pudesse até dava más, agora gasti munte.. mandi arranjar o fõrne que estava tode a esborralhar por dentre e sujava o pão. Puz rede nova no galinheire perque as galinhas andavem todas a fugir plos beracos. Mandi caiar a cozinha perque tinha o cafele toude a cair e puz um ferrolho na porta perque iste com os drógades que andem aí ninguem está segure. Pergunti pelo pórco branco do visinho Embrósio e a filha disse-me que já nã havia problema. Come o animal na se curava de maneire denhuma ele más o compadre induarde abaterem o biche e ainda conseguirem fazer dois presuntes de pata negra que venderem no mercade ós istrangeres. Olha filha agora vou-me fazer um becadinho de café de cevada para beber com umas felhózinhas de pole que vai ser o mé jantar. Iste a gente á nõte já na pode comer côme dantes por casa dos entestines
Arrecebe um grande bêje da tu mãe amiga que nã te esquece.

Maribenta

11 fevereiro, 2008

CONVITE PARA A HABITUAL TERTÚLIA

COMUNICADO


No próximo dia 16 de Fevereiro (3º. Sábado do Mês), temos a nossa habitual TERTÚLIA, pelas 15h00, nas instalações da UATI-Universidade de Albufeira para a Terceira Idade.
-

Convidamos os POETAS, os AMIGOS da POESIA e da CULTURA, para este evento.



A Associação dos Amigos de Albufeira agradece a vossa presença.

08 fevereiro, 2008

PLANO DE ACTIVIDADES PARA 2008

PLANO DE ACTIVIDADES PARA 2008
FESTIVIDADES:
-
1. - Festa do caracol no Dia 1 de Maio de 2008;
2. - Festa dos Santos Populares nos Dias 12,23 e 28 de junho de 2008.
3. - Festa do Pescador no Dia 6 e 7 de Setembro de 2008
4. - Festa do Magusto no Dia 11 Novembro de 2008
5. - Festa de Natal em Dezembro de 2008
-
VISITAS DE ESTUDO:
-
1. - Visita de estudo aos Açores (Ilhas de S.Miguel,Faial e Pico) nos (Dias 3 a 7 de Junho de 2008.
-
2. - Visita de Estudo a Madrid e a Toledo nos (ias 24 a 27 de Setembro de 2008)
-
EXPOSIÇÕES:
-
1. - Exposição de Trabalhos de Pintura e de Artes executadas pelos Alunos da UATI durante o ano lectivo de 2007/2008 - De 7 de Junho a 5 de Julho de 2008 na Galeria Municipal de Albufeira.
-
CONVÍVIOS:
-
1. - Almoço comemorativo do 13 Aniversário da AAA (Agôsto/2008)
UATI:
-
1. - Sessão de encerramento do ano escolar 2007/2008 - (Junho/2008)
-
2. - Sessão de abertura do ano escolar 2008/2009 - (Outubro/2008)